Jornal do Iririú

  • Compromisso com a Comunidade - Periodicidade mensal – circulação última semana do mês.

 

Jornal DE PIRABEIRABA

  • A voz da Comunidade - Periodicidade mensal circulação última semana do mês

 

Fones: (47) 3025-4832  - 99110-4832 (WhatsApp)

E-mail  imprensa@jornalbairros.com.br

www.facebook.com/jornaldoiririu

www.jornalbairros.com.br

© 2018 por Jornal Bairros. Todos Direitos Reservados - Jornal do Iririú

(47) 3025-4832

  • Sérgio Luís

Segurança pública no Boa Vista

Atualizado: 29 de Mar de 2019

Urna itinerante do Conseg revela preocupações


A Polícia Militar mantém junto aos Conseg’s – Conselhos Comunitários de Segurança -, uma urna que percorre escolas e outros locais onde moradores e pessoas que trabalham no bairro depositam anonimamente sugestões, críticas e denúncias. Periodicamente abertas, seu conteúdo orienta a ação dos órgãos de segurança.

Foto: JI


Palestra do advogado Edson Halter, presidente do Conseg na reunião mensal de fevereiro na seda da Associação dos Pescadores Amadores e Profissionais do Boa Vista



O Conseg – Conselho Comunitário de Segurança -, com atuação no Boa Vista e presidido pelo advogado Edson Halter, realiza suas reuniões em diferentes locais do bairro sempre na última quinta-feira do mês, com início às 19 horas. Nessas ocasiões e urna permanece à disposição das pessoas presentes para que depositem sugestões, criticas ou denúncias que possam contribuir para melhorar a segurança pública no bairro.

Formado por membros voluntários com residência, ou local de trabalho no bairro e orientado pela Polícia Militar, o Conseg Boa Vista cumpre com dedicação a missão de trabalhar pela segurança dos moradores. Conhecedores dos pontos de risco locais, os integrantes da entidade auxiliam os órgãos que atuam na segurança pública. Falando sobre a importância da urna, Edson Halter disse “Por não conter o nome do informante os moradores não hesitam em depositar denúncias, sugestões e críticas, transformando a urna num instrumento relevante para o melhor resultado do nosso trabalho”.

Na última vez em que foi aberta a urna continha mais de uma centena de manifestações, conta Edson Halter, citando que as principais preocupações estão voltadas para alguns locais do bairro considerados de alto risco pelos moradores, destacando a concentração de pessoas desocupadas no entorno das escolas; terrenos baldios, casas abandonadas; pontos escuros no bairro e falta de manutenção da pavimentação.

Grupos de pessoas desocupadas no entorno da escolas: - Pelas manifestações, a comunidade classifica a concentração de pessoas suspeitas nas proximidades das escolas como um ponto de risco. Quer uma ação mais efetiva dos órgãos de segurança para evitar disseminação do uso de drogas e reduzir o número de assaltos.

Terrenos baldios e casas abandonadas: - Terrenos baldios, principalmente pela falta de roçadas e limpeza, acabam se transformando em lugar para de reuniões e esconderijos de marginais. Quanto as casas abandonadas, o presidente do Conseg informa que existem muitas, entre elas algumas de alto padrão que depois de terem portas, janelas e fiação furtadas, se transformam em local de morada para pessoas suspeitas.

Um morador que preferiu se manter no anonimato, disse que no final da rua Matilde Amin Ghanem existe um prédio que há muito tempo teve sua construção embargada e atualmente é local de paradeiro de pessoas suspeitas.

Principalmente nos fins de semana pode ser observada a movimentação, acrescentou.

Disse que o proprietário fechou com tábuas as portas e janelas do pavimento térreo, mas em poucos dias a proteção é removida pelas pessoas que passam a noite no prédio ou utilizam o local para reuniões.


  • página facebook