(47) 3025-4832

SC tem apenas 105 dentistas confirmados com covid-19


O Ministério da Saúde, a pedido do Conselho Federal de Odontologia (CFO), disponibilizou relatório nacional que comprova que cirurgiões-dentistas, auxiliares e técnicos em saúde bucal, mesmo em contato com a saliva de pacientes, um dos transmissores de vírus, representam o menor índice de contaminados entre os profissionais da saúde que estão na linha de frente contra a Covid-1id-199. O número de profissionais da Odontologia infectados também está abaixo da média nacional da população.

Os procedimentos de biossegurança adotados comumente pelos dentistas e ampliados desde o início do enfrentamento ao coronavírus foram fundamentais para garantir este cenário. No Centro Universitário Avantis – UniAvan, que realiza cerca de 800 atendimentos por mês, as medidas também foram reforçadas.  O curso trabalha com o Protocolo de Biossegurança para clínica odontológica que preconiza medidas bastante eficientes de isolamento.

No agendamento da consulta o paciente passa por uma triagem por meio de um questionário visando identificar sintomas da Covid-19, os quais sendo presentes o paciente não é agendado. Mediante o agendamento do paciente sem sintomas, este passa por uma pré-consulta onde são verificados aspectos como temperatura, pressão arterial, e sintomas como tosse, dor no corpo, coriza, entre outros. Após a pré-consulta, o paciente passa pelo escovódromo para realizar ações de higiene obrigatórias como lavar bem as mãos e antebraço com sabão antisséptico, escovar os dentes e fazer bochechos com antisséptico, passar álcool 70% nas mãos e antebraço.

Na clínica odontológica, antes de iniciar o procedimento, é fornecido Peróxido de Hidrogênio a 1% para bochechos, buscando-se reduzir a carga viral salivar, pois segundo a literatura, o Covid-19 é supostamente vulnerável à oxidação.

Como o vírus pode permanecer nas superfícies, é realizada uma rigorosa desinfecção entre um paciente e outro com desinfetante e álcool 70%.  Após a limpeza, é fixada barreira de proteção com papel isufilm. Entre os atendimentos exige-se a limpeza não apenas das superfícies, mas também do chão e portas de acesso. Durante a consulta é atendido apenas um paciente por dupla de alunos, respeitando-se o intervalo de, no mínimo, uma hora entre os turnos (manhã, tarde e noite).

Todas as pessoas que atuam dentro da clínica precisam obrigatoriamente utilizar Equipamento de Proteção Individual (EPI) que inclui máscara de proteção respiratória, protetor ocular e protetor de face (face shield), avental descartável manda longa de TNT, gorro, luvas de procedimento, entre outros. Após cada atendimento, os EPIs são descartados.

Relatório nacional

No total de pessoas infectadas no Brasil, 0,17% são Cirurgiões-Dentistas, o que representa 2.737 de profissionais contaminados, do total nacional de 1.603.055 pessoas infectadas.

No caso de profissionais Auxiliares e Técnicos em Saúde Bucal o número é ainda menor, 0,12% de contaminados, do quantitativo de contaminados no Brasil – apenas 1.852 profissionais diagnosticados com Covid-19. De acordo com o Ministério da Saúde, dos 169 óbitos de profissionais de saúde, registrados entre os meses de março a junho, no Brasil, cinco são Cirurgiões-Dentistas.

Em Santa Catarina, até 05 de julho, 105 dentistas foram confirmados com a Covid-19, o que representa 0,32% dos infectados no estado. Com relação aos profissionais auxiliares e técnicos em saúde bucal, assim como no âmbito nacional, também há menos casos. São 52 confirmados, o que significa 0,16% de todos os contaminados em Santa Catarina.

NO JORNAL DO IRIRIÚ DIGITAL OS ANÚNCIOS DE SUA EMPRESA ACOMPANHAM AS POSTAGENS DE NOTÍCIAS DURANTE 24 HORAS


#compreprodutoseserviçosnoseubairro



Novas notícias a todo instante no www.jornalbairros.com.br

Fones: (47) 3025-4832  - 99110-4832 (WhatsApp)

E-mail  imprensa@jornalbairros.com.br

www.facebook.com/jornaldoiririu

www.jornalbairros.com.br

© 2018 por Jornal Bairros. Todos Direitos Reservados - Jornal do Iririú

  • página facebook