Jornal do Iririú

  • Compromisso com a Comunidade - Periodicidade mensal – circulação última semana do mês.

 

Jornal DE PIRABEIRABA

  • A voz da Comunidade - Periodicidade mensal circulação última semana do mês

 

Fones: (47) 3025-4832  - 99110-4832 (WhatsApp)

E-mail  imprensa@jornalbairros.com.br

www.facebook.com/jornaldoiririu

www.jornalbairros.com.br

© 2018 por Jornal Bairros. Todos Direitos Reservados - Jornal do Iririú

(47) 3025-4832

  • Sérgio Luís

Primeira colheita de soja anima área rural

Atualizado: 29 de Mar de 2019

O solo de Joinville dá soja? Plantando dá! A confirmação da resposta vem da

família Roos que encerrou com sucesso a primeira colheita.


O solo de Joinville dá soja? Plantando dá! A confirmação da resposta vem da família Roos, proprietária rural no bairro Vila Nova que encerrou a colheita semeada em novembro do ano passado em numa área de 3 hectares, igual a três campos de futebol, localizada na Estrada Comprida. O ciclo de desenvolvimento da cultura experimental foi até a colheita nos dias 23 e 24/3, foi supervisionado pelo técnico Agrícola Wilmar Andreas Ross, que fala sobre o resultado.

Wilmar informa que a produtividade de 70 casas de 60 quilos por hactare ficou dentro do esperado. A colheita totalizou 210 sacas de grãos. O excesso de chuvas que ocorrem no município de Joinville durante o período de desenvolvimento da planta

prejudicam a produtividade, disse.

Foto: Wilmar Andreas Roos/divulgação


Perguntado se a produção de 70 sacas por hectare compensa o investimento, o técnico Agrícola informou que considerando o atual preço de mercado, R$ 71,00 a saca, plantar soja é um bom negócio. Além do lucro que deixa para o produtor, a leguminosa ainda enriquece o solo proporcionando economia na adubação da terra para o plantio de outras variedades.

Diante dos resultados com o plantio experimental, inédito no município de Joinville, Wilmar garante que a família vai prosseguir com a cultura de soja e pretende ampliar a área plantada. Em decorrência da experiência , ele adiantou que no próximo ano o plantio será antecipado para o mês de setembro evitando os períodos chuvosos de fevereiro e março, também para não atrasar o plantio de milho.

A importância da soja - A soja vem ganhando cada vez mais espaço na pauta de exportações catarinenses. Nos dois primeiros meses de 2019, o Estado embarcou 229,5 mil toneladas do grão, farelo e óleo de soja – um aumento de 58% em relação ao mesmo período do ano passado.

O faturamento com as exportações do complexo soja de US$ 85,3 milhões. Os números

fazem parte do Boletim Agropecuário elaborado pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa). Só em fevereiro, Santa Catarina exportou 138,9 mil toneladas do complexo soja, 152% a mais do que o ano anterior.

No faturamento, o aumento também foi expressivo, foram gerados US$ 49,2 milhões, mais do que o dobro das receitas em fevereiro de 2018.

As exportações catarinenses de soja crescem em um ritmo acelerado e

superam a média nacional. Em janeiro e fevereiro de 2019, Santa Catarina

ampliou em 58% os embarques do grão, farelo e óleo de soja. No Brasil esse

incremento foi de 48% no mesmo período. A maior parte das exportações

catarinenses de soja é destinada para a China. O gigante asiático responde

por 80% das vendas de Santa Catarina.





Primeira colheita de soja no município de Joinville anima área rural


  • página facebook